VarianVarian

Como funciona a radiocirurgia?

Radiocirurgia

A radiocirurgia usa feixes altamente concentrados de radiação potente para arrasar com as células do câncer. A radiação danifica o DNA das células cancerosas, interrompendo sua capacidade de se reproduzir. Quando as células cancerosas danificadas tentam se dividir, o tumor encolhe ou morre. As células normais, no entanto, podem se recuperar da radiação mais facilmente.

Parecida com a radioterapia de feixe externo, a radiocirurgia é realizada com um acelerador linear ou linac. O linac gera um feixe de radiação de alta energia direcionado precisamente para o tumor. O feixe é aplicado de muitos ângulos diferentes para atingir cada parte do tumor e entregar a quantidade prescrita de radiação.

Enquanto uma radioterapia de rotina pode incluir até 40 tratamentos (5 dias por semana durante várias semanas), a radiocirurgia é realizada em cinco sessões ou menos durante um período de duas semanas. Embora o número total de tratamentos de radiocirurgia seja menor, cada sessão geralmente leva mais tempo do que um tratamento de radioterapia típico para garantir que o paciente esteja posicionado com precisão em relação ao linac.

Dispositivos de estabilização são frequentemente usados para garantir o posicionamento adequado. Ao criar seu plano de tratamento, sua equipe clínica conta com um ou mais tipos de imagem 3D do seu corpo. Elas podem incluir uma imagem de tomografia computadorizada (TC), uma RM e/ou uma PET-Scan. Ao analisar esses exames e outros resultados laboratoriais, o radioncologista, com sua equipe, determina qual técnica de radiação é mais adequada para o seu caso em particular.