VarianVarian

Manju Katyal

Manju entrou com positividade em sua batalha contra o câncer

manju katyal 1

Quando tinha 55 anos, Manju Katyal foi diagnosticada com câncer de mama em estádio IV. Naquele momento, recorda-se, ela diz ter percebido que tinha duas opções de como reagir: ela podia se entristecer e sentir autopiedade ou podia olhar para seu diagnóstico como um desafio e preparar-se para lutar contra o câncer com uma mentalidade positiva.

Manju escolheu a segunda opção.

A positividade foi sua guia em todas as 16 sessões de quimioterapia e 33 sessões de radiação que se seguiram. Manju nunca deixou o longo tratamento afetar sua fortaleza de espírito.

Um dia, durante a primeira de suas sessões de radiação, Manju sentiu uma pontinha de medo. Mas quando subiu na máquina que a ajudaria a lutar contra o câncer, deu um sorriso caloroso e decidiu que a máquina, na verdade, era sua aliada. Ela se lembra de ter dito: "Olhe, você vai ter que ver a minha cara nos próximos 33 dias, e eu vou ter que ver a sua. É melhor sermos amigas. Estamos nisso juntas!"

manju katyal 2

Daquele dia em diante, a jornada de Manju ficou cada vez mais fácil. Ela não apresentou nenhum efeito colateral proveniente da radiação. Ela está há dois anos livre do câncer e diz que a vida está ainda melhor do que antes do diagnóstico. Como Manju mesma diz, "o câncer me ensinou a viver melhor, amar mais e aproveitar cada dia ao máximo!"

Estamos muito orgulhosos de Manju! Sua força e positividade nos inspiram. Quando lhe perguntamos que conselho daria a outros pacientes com câncer, ela disse o seguinte: "Se eu consegui fazer isso aos 55 anos, você também pode. Tudo o que você precisa é ter uma visão positiva e compaixão no coração. Mas eu entendo que essa atitude positiva também precisa vir da sua família e dos seus amigos! E é por isso que eu recomendo aos médicos que incentivem a orientação aos familiares dos pacientes com câncer. Todos nós precisamos nos regar uns aos outros com puro amor e compaixão."