VarianVarian

Técnicas de tratamento

Câncer de próstata

Existem duas grandes categorias de radioterapia – ambas foram desenvolvidas para atingir precisamente o tumor, minimizando a exposição do tecido circundante saudável. Na primeira categoria, a radiação é administrada de forma parecida a uma exame de raio-X — um procedimento chamado de radioterapia de feixe externo (EBRT). Esse tipo de radioterapia é geralmente fornecido por uma máquina chamada acelerador linear, ou linac. A segunda categoria é a braquiterapia, ou radioterapia interna. A braquiterapia trata o câncer pela inserção de fontes radioativas no corpo, diretamente dentro da área de tratamento ou próxima a ela.

Radioterapia de feixe externo.

VMAT/RapidArc é uma forma avançada de IMRT que foi introduzida em 2007. A VMAT, ou arcoterapia volumétrica modulada, utiliza um software especial e um acelerador linear avançado para fornecer tratamentos de IMRT até oito vezes mais rápido do que era possível anteriormente. Ao contrário dos tratamentos convencionais de IMRT, durante os quais a máquina deve girar várias vezes ao redor do paciente ou fazer paradas repetidas e começar a tratar o tumor de vários ângulos diferentes, a VMAT pode entregar a dose para todo o tumor em uma única rotação — em menos de dois minutos.

IMRT, ou radioterapia de intensidade modulada guiada por imagem, é uma técnica de tratamento de radiação comumente realizada para câncer de próstata. Esta técnica usa imagens 3D do seu corpo para guiar os feixes de radiação até o tumor de muitos ângulos diferentes. Em cada um desses ângulos, a intensidade da radiação é variada (modulada) e a forma do feixe é alterada para corresponder à forma do tumor. Esses ajustes permitem que a quantidade prescrita de radiação seja entregue a cada parte do tumor, minimizando a exposição do tecido saudável circundante. Os tratamentos normalmente são administrados até cinco vezes por semana, durante um período de quatro a seis semanas. Cada sessão normalmente leva de 5 a 20 minutos. Fale com seu oncologista sobre o que você pode esperar em relação à sua programação.

IGRT, ou radioterapia guiada por imagem, é um tipo avançado de terapia de radiação de feixe externo para câncer de próstata. Essa tecnologia utiliza imagens obtidas por várias varreduras para criar uma imagem tridimensional detalhada da área alvo e do tecido circundante, o que permite que sua equipe visualize o tumor e sua posição em seu corpo antes e durante cada tratamento. As varreduras geralmente são produzidas por tomografia computadorizada (imagem de TC) por ou outros exames de imagem, como ressonância magnética (RM) ou tomografia por emissão de pósitrons (PET-Scan).

SBRT, ou radioterapia estereotáxica corporal, também usa orientação por imagem e IMRT, mas difere dos tratamentos convencionais de uma maneira importante: em vez de tratamentos cinco dias por semana durante várias semanas, a SBRT é administrada a doses bem mais altas de radiação, em cinco ou menos sessões. O uso de SBRT para câncer de próstata ainda está sendo estudado e não é muito comum. Seu radioncologista determinará se ela é apropriada para o seu câncer.

Radioterapia interna - Braquiterapia

Na segunda categoria de tratamento, a radiação é fornecida por material radioativo colocado dentro do corpo perto das células cancerosas – um procedimento chamado braquiterapia, radioterapia com implante ou radioterapia interna. A braquiterapia (da palavra grega "brachy", que significa "próximo") é uma abordagem menos comum, mas pode ser apropriada para alguns pacientes. Converse com seu radioncologista sobre se há recomendação para o seu tratamento. Existem dois tipos de braquiterapia que às vezes são usados ​​para tratar tumores de próstata:

Braquiterapia LDR (Low Dose Rate). A LDR usa sementes radioativas de baixa potência, pequenas, do tamanho de um grão de arroz, para aplicar radiação no alvo. Essas sementes são implantadas permanentemente no corpo. À medida que as sementes emitem radiação, reduzem a sua potência e, em poucas semanas, já não emitem quantidades perceptíveis de radiação.

Braquiterapia HDR (High Dose Rate). A HDR usa fontes radioativas de maior intensidade (em comparação com a LDR) para aplicar radiação no alvo. Ao contrário da LDR, essas fontes são implantadas no corpo apenas temporariamente e retiradas após cada sessão de tratamento.